outubro 30, 2011

ipê-branco achei o maximo lindo de viver

          Uma linda  tarde de domingo  com essas flores do ipê branco lindas

  • Nome Científico: Tabebuia roseo-alba
  • Sinonímia: Bignonia roseo-alba, Handroanthus odontodiscus, Handroanthus piutinga, Handroanthus roseo-albus, Tabebuia odontodiscus, Tabebuia papyrophloios, Tabebuia piutinga, Tecoma mattogrossensis, Tecoma odontodiscus, Tecoma papyrophloios, Tecoma piutinga, Tecoma schumannii
  • Nome Popular: Ipê-branco, Pau-d'arco, Ipê-do-cerrado, Ipê-branco-do-cerrado, Planta-do-mel
  • Família: Bignoniaceae
  • Divisão: Angiospermae
  • Origem: América do Sul
  • Ciclo de Vida: Perene
O ipê-branco é uma árvore decídua, de floração exuberante, nativa do cerrado e pantanal brasileiros. Ele apresenta tronco reto, com cerca de 40 a 50 centímetros de diâmetro e casca fissurada. Aprensenta porte pequeno a médio, alcançando de 7 a 16 metros de altura quando adulta. A copa é piramidal, com folhas compostas, trifoliadas e de cor verde-azulada. A floração geralmente ocorre no final do inverno ou primavera, entre os meses de agosto e outubro, enquanto a árvore está completamente despida de suas folhas. As flores tem forma de trompete e são brancas ou levemente rosadas. Os frutos são cápsulas bivalvas deiscentes, semelhantes a vagens e contêm numerosas sementes membranáceas, pequenas, esbranquiçadas e aladas.
O ipê-branco é uma árvore de grande valor ornamental, que valoriza projetos  paisagísticos tanto pelo seu florescimento vistoso, quanto pela sua forma elegante e copa azulada. Por seu caduca durante o inverno, é boa para produzir sombra no verão e permitir maior passagem da luz e calor do sol no inverno. Além de suas qualidades ornamentais, este ipê apresenta madeira de excelente durabilidade, moderadamente pesada, de superfície macia e lustrosa, boa para acabamentos
internos na construção civil.
Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano de implantação. Resistente a períodos de estiagem. Não aprecia terrenos encharcados. Planta rústica e pouco exigente em fertilidade, viceja bem mesmo em solos pobres e pedregosos. Esta característica a torna uma planta interessante para recuperação de áreas degradadas. Multiplica-se por sementes postas a germinar em sementeiras ou sacos próprios para mudas.



Difícil de encontrar na arborização urbana, o ipê-branco (Tabebuia roseoalba), é raridade entre tantos de coloração rosa, amarelo e roxo da cidade de São Paulo.  essas fotos  que apresentam bem a beleza da árvore.
Esse ano, eles estiveram intensamente floridos em volta do lago do Parque do Ibirapuera, no final de agosto. Nativo das matas semidecíuas do interior do Estado, ocorre também em várias outras regiões brasileiras, e é uma boa opção para arborização de calçadas, pelo seu porte médio e madeira resistente, além da óbvia floração.

7 comentários:

  1. Katitta que cantinho mágico!!!!
    Essa Arvore é maravilhosa menina.
    Beijos
    Uma maravilhosa semana!!!!
    Beijos
    Andréa

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo ipê! excelente explicação. Aliás aqui é mesmo tudo muito encantador, parabéns! Obrigada pelo carinho.

    beijo grande
    Cidinha

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga o ipé e´lindo mesmo parece que esta nevando né? uma mensagem pra ti......
    Seja Feliz !!!
    Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.

    Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções.

    Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

    Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no escondido da sua alma.
    É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

    É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo".

    Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz...

    Que nas suas primaveras você seja amante da alegria. Que nos seus invernos você seja amigo da sabedoria.

    E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo. Pois assim você será cada vez mais apaixonado pela vida. E descobrirá que...Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

    Jamais desista de si mesmo. Jamais desista das pessoas que você ama. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.

    E você é um ser humano especial !!!!!Erica

    ResponderExcluir
  4. adorei seu cantinho, é lindo demais... tem tudo a ver comigo, vou passar sempre por aqui viu amiga?
    esse ipê branco é demais!!!!
    bjus!!! bom final de semana

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que maravilhosas. Curitiba tem um monte de Ipês, porém a maioria são amarelos. Não lembro de ter visto um branco florido assim. Divinos. A gente pára e contempla, é inevitável.
    Katia, eu e a amiga Schandra gostaríamos de convidá-la a participar do sorteio que estamos promovendo em nossos blogs. São duas bandejas lindas, criadas por nós.
    Abraços e te esperamos por lá.

    HTTP://madeiraemforma.blogspot.com e HTTP://schandramosaico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Parabéns, ver a vida dessa forma, torna a sua e as dos outros, mais suave e mais doce. A arte e as suas delicadezas, precisam de quem as busquem e as demonstrem. Bom gosto e suave sabedoria.

    ResponderExcluir

obrigada pela visita amo quando você passa aqui ver se não demora pra voltar!! não vai sair sem comentar né!!!